Sexta-feira, 13 de Agosto de 2004

Sexo Fácil ou Desespero?

Achei por bem agradecer aqueles amigos que têm estado presentes nos momentos difíceis da minha vida. Sei que não preciso de dizer os nomes porque vocês identificam-se perfeitamente!


Noutro dia, dizia-me muito intrigada uma amiga minha “Hoje em dia ninguém namora porque tem-se tudo muito facilmente!”. Ainda na perspectiva da crónica anterior, devo dizer que ela não anda muito longe da realidade e, sinceramente sinto-me obrigada a concordar com ela. Já não se namora porque tudo aquilo que nos tempos dos nossos avós só acontecia ou “à janela” ou depois do casamento, hoje em dia consegue-se após os primeiros encontros; já não se namora um ano (ou mais) até chegar ao que todos os rapazes anseiam: a 1ª noite de sexo! Essas burocracias e regras de etiqueta já não existem! Daí que já não haja o conceito de relação, já ninguém sabe o que tem exactamente mas toda a gente sabe o que não quer; e o que ninguém quer é um compromisso!! Então, criam-se relações que são quase homónimas de um namoro. A única diferença é que há essa questão do compromisso (ou melhor, do não compromisso) e há também uma miscelânea de relações, ou seja, tem-se alguém que se considera especial mas como não há cá compromissos e a vida é para aproveitar, tem-se uns outros mais alguéns que vão tirando a seriedade do namoro que não é namoro. Até eu fiquei confusa no meio de tal orgia… imagino vocês!! E agora pergunto, isto será sexo fácil ou desespero de ficar só? Hoje em dia ninguém luta pelas relações porque é muito fácil arranjar alguém. Então, ao mínimo problema abandona-se o barco. Foi a opinião de um amigo em conversa de café ao que eu prontamente rematei dizendo o seguinte: É muito fácil arranjar alguém porque é muito difícil ter alguém! Confuso? Talvez… mas se dissecarem cautelosamente a frase, acho que chegarão lá facilmente. Paulo Coelho escreveu um dia: “…A loucura é a incapacidade de comunicar as suas ideias. Como se estivesses num país estrangeiro – vês tudo, percebes o que se passa à tua volta, mas és incapaz de te explicar e de ser ajudada, porque não entendes a língua que falam ali”. É assim que esta “nova geração” me faz sentir…

publicado por missantipatia às 20:45
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. Diár...

. Diár...

. Ao ...

. Diá...

. Obs...

. Sil...

. Diá...

. Sen...

. Re-...

. Arc...

.arquivos

. Janeiro 2006

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds