Quinta-feira, 14 de Outubro de 2004

Paixão

heartpain.jpg 

Paixão (substantivo feminino):


1. Sentimento intenso e geralmente violento (de afecto, ódio, alegria, etc.) que dificulta o exercício de uma lógica imparcial;


2. Objecto desse sentimento;


3. Grande predilecção;


4. Parcialidade;


5. Grande desgosto; sofrimento intenso;


6. MÚSICA composição musical cujo motivo é o martírio de Cristo;


(Do lat. passióne-, «sofrimento»)


(in, Porto Editora)


Afinal de contas o que é a paixão? O que é estar apaixonado? Como define cada pessoa tal sentimento impreciso e indescritível? Paixão é o quê afinal de contas?


Que é um “sentimento intenso” acho que todos conseguimos lá chegar mas quando surge tamanho sentimento? Quando surge tamanha emoção? É a primeira “coisa” que se sente? Vem com o tempo? Aparece por acaso ou vem encomendada? Que raio de sentimento é este que nos ataca que nem praga de mosquitos em plena floresta Amazónia?


Sempre defini paixão como aquele sentimento que vem a seguir à atracção pelo sexo oposto, aquele sentimento que surge com o passar dos dias, com o intercâmbio das almas, com o gostar e ser gostado…! E creio que normalmente é nisto que as mulheres acreditam! Primeiro vem a atracção, depois a paixão e por fim o AMOR! E depois do amor vem a rotina e a monotonia mas isso já é outra história…


Sempre pensei que depois da paixão vinha o amor… aquele sentimento enigmático, ainda mais desconhecido que a paixão… pensei que fosse a última coisa a sentir numa relação. “Amar-nos-emos e seremos felizes para sempre”, pensava eu! Pensando bem, não deve ser bem assim e, relativamente à “paixão” fiquei hesitante quando um dia, um amigo destruiu-me o significado de paixão em pouco menos de 5 minutos! E simplesmente porque me disse que paixão, para ele, era o que se sentia no início! Aquela loucura inicial que nos tira o sono porque não paramos de pensar naquele “alguém”, aquele friozinho que dá na barriga quando o telefone toca e ansiamos que seja a nossa cara metade, aquela vontade maluca de estar… só por estar! Essa é a paixão de meu amigo! Para ele, primeiro vem a paixão e só depois o gostar, quando se torna possível respirarmos um sem o outro… E assim, comecei a duvidar do que será a paixão, porque de certo modo ele tem razão! A loucura vem no começo! É no estrear de uma relação que os olhos brilham mais forte quando pronunciamos o seu nome, é no prelúdio que passamos 24h por dia a sorrir, até quando dormimos! (Vejam lá a capacidade de um ser enamorado! Sorrir enquanto dorme...) E depois? Depois o que vem? Depois vem a bonança… Depois tudo acalma… e prontamente começa o fim. Porque já dizia Picasso “Bom mesmo é o início porque logo a seguir começa o fim…”.


De qualquer modo hoje encontrei a definição ideal de paixão:


Paixão - do latim, passióne-, «sofrimento»)…


…Paixão é sofrimento! Porque quando se gosta demasiado, sofre-se demasiado!


 

publicado por missantipatia às 23:23
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Ptalas a 15 de Outubro de 2004 às 08:48
Obrigado por me visitares e gostares do que escrevo. Por vezes a solidão é mais fácil partilhada com aqueles que simplesmente nos lêem e que têm algo para nos dizer, para compartilhar.
A paixão é um sentimento que me assusta. Dura pouco tempo e pode tornar-se num desastre. Senti uma vez a paixão na minha vida, mas os anos encarregaram-se de a tornar em desencanto. É éfemera, tal como diz o António.Dura pouco tempo. O amor é algo mais leve, que se constroi a pouco e pouco, que perdura.
A paixão desespera-nos, deixa-nos marcas dificeis de apagar... A mim assusta-me. Sei que não somos donos do amanhã, mas eu lutarei contra esse sentimento. E espero reencontrar o amor, um dia destes. Bjs


De Antonio a 15 de Outubro de 2004 às 07:36
Paixão é algo muito intenso e efémero; dura pouco e talvez por isso tem como sucessora a desilusão e/ou o sofrimento, sobretudo se estamos no movediço campo dos sentimentos.

Mas amor...isso é outra coisa; é a essência da vida e não sei como defini-lo. Para mim o poema de Camões: "Amor é fogo que arde sem se ver..."é uma das "definições" de que mais gosto.

Quanto ao resto, que poderei dizer eu, que tenho mais do dobro da tua idade? Direi que não há certezas de nada nem nada é definitivo...no amor tudo é provisório...mas talvez seja possível juntar muitos provisórios e formar algo de duradouro. Mas só sabemos o resultado deposi das coisa acontecerem
Bjs


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. Diár...

. Diár...

. Ao ...

. Diá...

. Obs...

. Sil...

. Diá...

. Sen...

. Re-...

. Arc...

.arquivos

. Janeiro 2006

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds