Segunda-feira, 9 de Maio de 2005

Arco-Íris

rosa vermelha.bmp


Dei cor aos meus sentimentos:


Pintei o amor de vermelho – claro!


De azul a ilusão,


De amarelo a angústia


Que me consome o coração.


Pintei a raiva de roxo


Não me perguntem porquê!


Dei à tristeza a cor cinzenta,


Porque assim mal se vê!


Como acho o verde bonito,


Também lhe quis dar um sentimento,


De repente soltei um grito,


E atribui-lhe o tormento!


Restava-me ainda o branco,


O cor-de-rosa, o jasmim…


E o preto andava perdido,


Pois não se encaixava em mim.


Quando a chuva me tocou,


Toda a cor se misturou.


Virei uma nódoa negra,


Que o tempo desgastou.


Agora sinto-me cinzenta,


Mas de um cinzento bem escuro


Porém estendi as mãos


E vi que o vermelho continuava puro!


 


publicado por missantipatia às 22:21
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De frog a 10 de Maio de 2005 às 19:36
Belissimo poema! Uma paleta multicilor com que pintas cada palavra..

Um beijo


De Virgnia Pedras a 10 de Maio de 2005 às 18:57
=)...bj*


De Double S a 10 de Maio de 2005 às 18:52
o caminho da vida é assim mesmo, cheio de cores várias, umas melhores outras piores. Misturam-se todos numa mescla a que chamamos vida. Temos de saber puxa pela cor que melhor no faz. Está na nossa mão escolher e lutar pela cor com que pintamos a vida. Nunca deixes ninguem escolhr por ti, segue o teu instinto e vai em frente rumo ao arco-iris por ti imaginado para a vida.


De vania jalles a 10 de Maio de 2005 às 13:52
O ritmo deste poema está incrivelmente harmonioso e em íntima relação com o sentimento que pretende despertar... Só por isto os meus parabéns, não é algo fácil de se conseguir. Continua!

P.S.: Desculpa a minha ausência mas a minha vida tem andado a girar muito rapidamente e eu não podia largar as mãos ;)


De Amaral a 9 de Maio de 2005 às 22:45
Gostei muito do teu poema. Está muito bem imaginado, está bonito e tem a mensagem final.
As cores dos teus sentimentos dançaram alegremente ao som do arco-iris, e a chuvinha que caíu depois deixou a nu o sentimento mais puro e grandioso. Bonito a agradável de se ler!


De vieira calado a 16 de Novembro de 2007 às 00:42
Acontece que tenho um poema às cores muito recentemente publicado no blog.
Eu gostei do seu.
E você, gostará do meu?
Um abraço


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. Diár...

. Diár...

. Ao ...

. Diá...

. Obs...

. Sil...

. Diá...

. Sen...

. Re-...

. Arc...

.arquivos

. Janeiro 2006

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds