Quinta-feira, 4 de Novembro de 2004

Lembras-te?

pink box.jpg



Abri a caixinha cor-de-rosa e retirei os caderninhos da nossa (minha?) história.


Peguei no primeiro, abri e comecei a ler. Esbocei um sorriso por relembrar algo tão bom, por te relembrar do modo que não existes… mas logo apaguei o sorriso com um banho de lágrimas…e chorei sem parar!


PORQUÊ? Porque fui tão inocente? Porque foste tão perverso com a criança que há em mim? Porque a alimentaste, porque a fizeste crescer se mais tarde a irias assassinar sem dó nem piedade?!


Podíamos ter sido tão felizes juntos…


Lembras-te quando querias fugir comigo? Quando querias fugir deste dia-a-dia insípido sem temer o que abandonarias, sem temer o que ficava para trás, quem ficava para trás… lembras-te?


Não, pois não? Mas eu lembro-me…


Lembras-te quando me repetias vezes sem conta que eu te fazia bem, que ao meu lado estavas sempre com vontade de sorrir… lembras-te?


Não, pois não? Mas eu lembro-me…


Lembras-te quando dizias que eu não parava de te abraçar e isso te fazia muito bem? Lembras-te quando me ligavas só para ouvir a minha voz? Lembras-te quando me arrancavas dos lençóis a meio da noite só para me tocares mais uma vez e sentir que o dia seguinte iria correr melhor?


Não, pois não? Mas eu lembro-me…


Eu lembro-me! Lembro-me de ti, de tudo! Lembro-me confesso… E não consigo esquecer. O meu corpo ainda tem o teu cheiro! E nem as lágrimas destroem esse odor…


 

publicado por missantipatia às 22:49
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Antnio a 8 de Novembro de 2004 às 07:36
Ao contrário do que diz a canção, recordar pode não ser viver; pode ser sofrer e renovar, recriando no presente, a dor antiga. O passado só serve para nos ajudar a viver melhor o momento presente e digo-o com a convicção de quem já viveu anos no passado, recriando-o e tendo pena de mim. Um dia mudei a minha atitude e passei a poder ver todas as prendas que a vida ia colocando no caminho. Agora já não choro; sorrio por ter um tesouro.


De jorge a 5 de Novembro de 2004 às 15:07
Olá adolescente Madureira!Eu não conheço, nem visitei(ainda) os blogs da "Monica" e "Meia lua", a ideia que retirei dos seus(delas) comentários é que estão a interpretar o teu "post" dentro da mesma filosofia, que pode ou não corresponder á mensagem e ideia que quererás transmitir, é isto e mais nada Ok?
Se és Madureira de nome é mais um valor acrescentado concerteza e um bom augúrio para a partilha das nossas opiniões,certo?
Um Xi...


De Skynet36 a 5 de Novembro de 2004 às 11:39
Boas
Venho aqui visitar o teu blog, e acho que está muito bom.
Fica a promessa que virei visitá-lo mais vezes, para comentar ou apenas visitar.
Visita o meu blog, que foi renovado
http://opiniaoblog.blogs.sapo.pt


De jorge a 5 de Novembro de 2004 às 11:29
Olá adolescente desesperada!Quero apenas confirmar e realçar as 2 opiniões que me precederam e a dar-te ideias para que te sintas mais feliz.É bonito e fica bem. Quanto ao comentário do skynet36.não gostei e aqui transcrevo as minhas palavras por mim enviadas: Caro Bloguer: Visitei e consultei os seus "posts" e não é que não goste, mas não havia necessidade...desta estrêla á vista! Como adepto rival espero ter lutas mais positivas sem mediocridades que os nossos dirigentes têm mostrado. e. que ganhe sempre o melhor! Enviado por jorge em novembro 5, 2004 11:18 AM
Sem mais, continua a deliciar-me com as tuas palavras escritas...a



De meialua a 5 de Novembro de 2004 às 10:24
Há recordaçoes que doem. Sei-o muito bem. Muitas vezes foram coisas que nos tocaram profundamente, que nos fizeram felizes... E agora ao olharmos para trás tudo parece ter sido ilusao. Mas o Tempo tudo cura. As recordacoes, as saudades daquilo que ja foi, atenuam... Tenta nao olhar para o passado, tenta nao te prender a esse passado. Cada pedra no nosso caminho é um degrau para subirmos. Ergue a cabeça e segue em frente. Deixa o resto para trás. Quem importa és tu!
Beijo com carinho*
(Obrigada por tb teres ido ao meu blog)


De monica a 5 de Novembro de 2004 às 09:01
Existem lembranças que nos magoam , a isso se chama saudade! A saudade por vezes revolta-nos , inquieta-nos e choramos , choramos , até nos sentirmos desgastadas! Neste momento vai-te falar uma mulher que sabe o que estás a sentir , chora tudo o que tens para chorar , solta a raiva , um dia acordas e já não sentes saudade mas sim uma paz interior e sorris dessas lembranças! 1 BEIJO GRANDE


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30
31


.posts recentes

. Diár...

. Diár...

. Ao ...

. Diá...

. Obs...

. Sil...

. Diá...

. Sen...

. Re-...

. Arc...

.arquivos

. Janeiro 2006

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds